terça-feira, 27 de agosto de 2013

Lista sobre biotecnologia

1. (UFU) Há diversos tipos de milho disponíveis no campo. Alguns são mais resistentes à ação de determinadas pragas, enquanto outros apresentam maior teor de amido. Atualmente, com o avanço científico-tecnológico, tem sido possível unir essas duas características em um único organismo, incorporando em seu código genético um ou mais genes responsáveis pela característica desejada. Um organismo geneticamente modificado é chamado de:

a) Célula-tronco.
b) Clone.
c) Transgênico.
d) Mutante.

2. (UNIMONTES) Células-tronco extraídas de dentes de leite comportam-se como as extraídas de medula e cordão umbilical. Em ensaios laboratoriais sobre sua capacidade de diferenciação, os resultados mostraram que as células-tronco dentais podem se converter em células cardíacas, neurais, ósseas, gordurosas e hepáticas, entre outras. A diferenciação celular depende de fatores como, exceto:

a) Inativação de alguns genes.
b) Produção de anticorpos do tipo Ig-E.
c) Contato entre células.
d) Sinais provenientes de hormônios.

3. (UNESP) Um dos caminhos escolhidos pelos cientistas que trabalham com clonagens é desenvolver em humanos a clonagem terapêutica, principalmente para a obtenção de células-tronco, que são células indiferenciadas que podem dar origem a qualquer tipo de tecido. Quanto a este aspecto, as células-tronco podem ser comparadas às células dos embriões, enquanto estas se encontram na fase de:

a) Mórula.             d) Formação do celoma.
b) Gástrula.          e) Formação da notocorda.
c) Nêurula.

4. (PUC-MG) A Eritropoetina (EPO) é uma glicoproteína sintetizada pelo rim (90%), e pelo fígado também, porém, em menor quantidade (10%). Sua produção é estimulada por hipóxia (baixa de oxigênio circulante) e atua como fator hormonal de estimulação mitótica e de diferenciação, aumentando a formação de eritrócitos maduros a partir das “células progenitoras” presentes na medula óssea do homem e em outros animais. A Eritropoetina Humana Recombinante contém 165 aminoácidos e, obtida por tecnologia de DNA recombinante, é produzida em células de ovário de hamster chinês (CHO), nas quais o gene da eritropoetina humana foi inserido. O produto contém uma sequência de aminoácidos idêntica à da eritropoetina humana. Seu efeito terapêutico no tratamento da insuficiência renal crônica terminal (IRCT) foi testado. Os resultados encontrados mostraram que 92% dos pacientes tratados com a Eritropoetina Humana Recombinante recuperaram o hematócrito normal em 12 semanas de tratamento. A EPO recombinante também tem sido utilizada por alguns atletas para aumentar suas performances.
Fonte: Extraído de ERITROPOETINA Humana Recombinante Monografia do Produto Bio-Manguinhos/Fundação Oswaldo Cruz disponível em http://www.fiocruz.br/bio_eng/media/monografia_epo.pdf

De acordo com o texto acima e seus conhecimentos sobre o assunto, é incorreto afirmar:

a) Os hamsters são capazes de produzir EPO com sequência de aminoácidos idêntica à da EPO humana, embora homens e hamsters apresentem diferentes códigos genéticos.
b) Os hamsters que receberam o DNA para a produção da EPO recombinante são ditos transgênicos.
c) A insuficiência renal crônica terminal pode levar o indivíduo afetado a desenvolver um quadro de anemia grave.
d) O uso de EPO recombinante por atletas é considerado “doping” por elevar, de forma artificial, a competência aeróbica dos usuários.

5. (PUC-PR) O primeiro organismo transgênico foi obtido por volta de 1981, quando genes de coelhos foram injetados em ovos de camundongos que se desenvolveram no útero de fêmeas dessa espécie. Os camundongos que nascidos desses ovos apresentaram hemoglobina de coelho em suas hemácias, porque:

a) RNA mensageiro do coelho injetado no ovo passou a conduzir a síntese de proteínas nessa célula.
b) DNA do coelho injetado no ovo se incorporou a um cromossomo e foi transmitido de célula a célula através de mitoses.
c) DNA do coelho injetado no ovo foi transcrito para o RNA ribossômico que conduziu a síntese de proteínas nessa célula.
d) RNA mensageiro do coelho injetado no ovo se incorporou a um cromossomo e foi transmitido de célula a célula através de mitoses.
e) DNA do coelho injetado no ovo se incorporou a um cromossomo e passou a conduzir a síntese de proteínas nessa célula.

6. (UNESP) Em julho de2002, a Unesp produziu um clone animal a partir do núcleo de uma célula adulta. Pesquisadores da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, do campus de Jaboticabal, removeram o núcleo de uma célula obtida da cauda de uma vaca da raça Nelore (animal A) e injetaram-no no óvulo anucleado de uma vaca de abatedouro (animal B). Posteriormente, esse “óvulo” foi implantado no útero de uma vaca mestiça holandesa (animal C). Do desenvolvimento desse “óvulo” resultou a bezerra Penta. Nas células da bezerra Penta, há:

a) DNA nuclear do animal A e DNA mitocondrial do animal C.
b) DNA nuclear do animal A e DNA mitocondrial do animal A.
c) DNA nuclear do animal A e DNA mitocondrial do animal B.
d) DNA nuclear do animal B e DNA mitocondrial do animal C.
e) DNA nuclear do animal C e DNA mitocondrial do animal A.

7. (UNIFOR) Ultimamente tem sido anunciados uma série de “Projetos Genoma”, com o objetivo de sequenciar o genoma de espécies de importância econômica, como o eucalipto e o café. Sequenciar o genoma de um organismo significa descobrir:

a) O seu código genético.
b) A sequência de bases do seu DNA.
c) As relações de parentesco do organismo.
d) Os genes importantes na produtividade.
e) Os seus genes de resistência a pragas e doenças.

8. (FATEC-SP) “Tracy é uma ovelha transgênica, capaz de produzir uma proteína humana cuja deficiência causa problema hepático e pulmonar”. Analise as afirmativas a seguir, referentes à técnica utilizada para obtenção da Tracy.

I. Animal transgênico é aquele que recebe e incorpora genes de outra espécie.
II. As substâncias utilizadas para isolar o gene a ser transplantado são denominadas enzimas transgênicas.
III. Para a ligação do DNA transplantado ao DNA hospedeiro a célula utiliza a enzima DNA ligase.
IV. A técnica do DNA recombinante foi utilizada para obtenção de Tracy.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) II e III. b) I, II e III.             c) I, II e IV.
d) I, III e IV.            e) II, III e IV.

9. (UFPI) O Projeto genoma humano tem como objetivo determinar a sequência de bases de todos os genes de nossa espécie. Isto pode ser feito graças ao instrumental bioquímico da engenharia genética disponível nos dias de hoje, como as enzimas bacterianas, conhecidas como enzimas de restrição. Assinale a alternativa que apresenta, corretamente, a forma de atuação dessas enzimas.

a) As enzimas de restrição cortam o DNA apenas nos locais onde existem certas sequências de bases nitrogenadas.
b) As enzimas de restrição cortam o DNA nos locais onde reconhecem o açúcar desoxirribose.
c) A utilização das enzimas de restrição permite separar moléculas de DNA de acordo com seu tamanho e carga elétrica.
d) A utilização de enzimas de restrição permite cortar o DNA nos locais onde reconhecem o ácido fosfórico.
e) As enzimas de restrição quebram o DNA, separando-o sempre em nucleotídeos individuais.

10. (UFU) A figura a seguir representa, de forma esquemática, o processo de clonagem de genes do Mycobacterium tuberculosis, em um plasmídio de bactéria, para fins terapêuticos.

Com relação ao processo de clonagem gênica esquematizado acima, os números 1,2, 3 e 4 representam, respectivamente:
a) DNA recombinante, plasmídio, clone e vetor.
b) DNA recombinante, vetor, plasmídio e organismo transgênico.
c) DNA, vetor, DNA recombinante e organismo transgênico.
d) DNA transgênico, DNA recombinante, vetor e plasmídio.

11. (UFF) Recentes descobertas têm provocado grande discussão por poderem alterar o futuro do esporte. Nessas pesquisas, foi mostrada a existência de duas proteínas que atuam regulando o crescimento das células musculares: o fator de crescimento IGF-I e a miostatina. O crescimento muscular é estimulado pelo fator IGF-I e limitado pela miostatina. A partir desse conhecimento, é possível modular o crescimento muscular por meio de vários procedimentos.
(Scientific American Brasil, 08/2004)

Analise os procedimentos a seguir e aponte aquele que poderia promover o desenvolvimento mais duradouro da massa muscular, em indivíduos sedentários, se executado uma única vez, sem deixar vestígios detectáveis em exames de sangue ou urina.

a) Introduzir, nas células musculares, novas cópias de RNA mensageiro que codifica o fator IGF-I.
b) Injetar anticorpos produzidos contra a proteína miostatina.
c) Introduzir, nas células musculares, nova cópia do gene do fator IGF-I, utilizando técnicas aplicadas em terapia gênica.
d) Injetar a proteína miostatina mutada que bloqueia a ação da miostatina normal por competir pelo seu receptor.
e) Injetar anticorpos produzidos contra o fator IGF-I.

12. (UNIFESP) Um pesquisador precisa obter células-tronco para iniciar experimentos em terapia gênica. Aponte a alternativa que relaciona o procedimento e a justificativa corretos para que tal pesquisador tenha sucesso.

a) Obter células-tronco de embriões em fase de gástrula em vez de obtê-las da blástula quando ainda não é possível conseguir células tão indiferenciadas.
b) Trabalhar apenas com embriões em vez de organismos adultos, uma vez que em adultos não existem células-tronco.
c) Conseguir células germinativas do ovário de uma fêmea adulta, pois ali, elas estão menos diferenciadas do que as células germinativas nos testículos de um macho adulto.
d) Optar pela obtenção das células do cordão umbilical de recém-nascidos em vez de obtê-las da fase de gástrula, já que no cordão a diferenciação é menor e o número de células maior.
e) Obter células do embrião em fase de blástula quando a indiferenciação é maior, em vez de obtê-las da gástrula ou do cordão umbilical quando as células já estão mais diferenciadas.

13.  (UFF) Há doenças humanas que se caracterizam pela deficiência total ou parcial de uma proteína específica. A engenharia genética possibilita a obtenção dessa proteína em laboratório: plasmídios e enzimas de restrição podem ser utilizados para a “clonagem” de seu gene. Com relação a esses plasmídios e enzimas é correto afirmar:

a) As enzimas de restrição catalisam a síntese do DNA das bactérias utilizadas como hospedeiras dos plasmídios.
b) Os plasmídios possuem as enzimas necessárias à síntese das proteínas cujos genes devam ser “clonados”.
c) Os plasmídios são constituídos de DNA circular de fita dupla que se replica em bactérias.
d) Os plasmídios são constituídos de RNA circular de fita simples que se replica em bactérias.
e) As enzimas de restrição catalisam a ligação do fragmento do DNA humano com o DNA do plasmídio.

14. (UPE) A clonagem é um processo, que é observado na natureza, desde muito tempo e, atualmente, vem sendo também realizada pela ação do homem. A coluna Iapresenta alguns tipos de clonagem, e a coluna II mostra o princípio básico ou exemplo relacionado a cada um desses tipos.

COLUNA I
TIPOS DE CLONAGEM
1. Gênica.
2. Reprodutiva e natural.
3. Reprodutiva, induzida artificialmente.
4. Terapêutica.

COLUNA II
PRINCÍPIO BÁSICO/EXEMPLO
A. Células diploides isoladas de uma planta-mãe são cultivadas em soluções nutritivas, originando mudas que se desenvolverão em novas plantas.
B. Células bacterianas, contendo um DNA recombinante reproduzem-se, obtendo-se milhões de cópias do gene de interesse.
C. No estágio de blastocisto, células-tronco embrionárias são removidas e induzidas a se diferenciarem em tipos específicos de células, tais como células musculares.
D. Os gêmeos univitelinos surgem a partir da fecundação de um óvulo com um espermatozoide, formando um zigoto que se divide em dois, originando dois seres.

Assinale a alternativa que apresenta a correta associação.

a) 1-A; 2-D; 3-B; 4-C.
b) 1-B; 2-D; 3-A; 4-C.
c) 1-C; 2-D; 3-A; 4-B.
d) 1-C; 2-B; 3-A; 4-D.
e) 1-D; 2-A; 3-B; 4-C.

15. (UFPB) A Engenharia Genética pode ser definida como um conjunto de técnicas de manipulação do DNA. O conhecimento e o uso dessas técnicas têm permitido avanços científicos significativos na Biologia contemporânea. Com relação aos conceitos e técnicas envolvidos em Engenharia Genética, identifique as afirmativas corretas:

I   II
0 0 – A produção de hormônios em escala comercial é possível pela tecnologia do DNA recombinante, a exemplo da produção de insulina por bactérias transgênicas.
1  1 – A eletroforese de fragmentos de DNA é um método “seguro” para identificar pessoas, por exemplo, em investigações policiais com utilização de vestígios biológicos (sangue, sêmen etc.) e em processos de comprovação de paternidade.
2  2 – A inserção de uma sequência de DNA exógeno, em uma bactéria, pode ser feita pelo uso de pequenas moléculas de DNA linear existentes nos vírus, denominadas plasmídeos.
3  3 – Um fragmento de DNA (gene) de um organismo, na produção de produtos transgênicos, é ligado a vetores e introduzido em uma outra célula, que expressará esse gene.
4  4 – O corte das moléculas de DNA, em sequências específicas, é realizado por enzimas de restrição, que atuam como “tesouras moleculares”.

16. (UPE) Nos últimos anos, a comunidade científica e a sociedade em geral vêm participando de discussões referentes ao uso de células-tronco embrionárias para clonagem reprodutiva e terapêutica em humanos, tipos distintos de clonagem, que muitas vezes, são confundidos. Nesse sentido, analise as afirmativas e conclua.

I  II
0  0 – O princípio básico da clonagem reprodutiva consiste na transferência de um núcleo para um ovócito anucleado, que é, então, implantado em uma mãe adotiva para desenvolvimento normal do embrião.
1 1 – Na clonagem terapêutica, células-tronco embrionárias são retiradas na fase de blastocisto e induzidas a se diferenciarem em tecidos específicos.
2  2 – No Brasil, a clonagem reprodutiva tem sido legalmente permitida somente em casos de famílias que apresentam doenças degenerativas graves, tais como as doenças neurodegenerativas.
3  3 – A clonagem reprodutiva tem como principal objetivo produzir uma cópia saudável de um tecido ou de um órgão específico, o qual poderá ser utilizado para transplante.
4 4 – No Brasil, a clonagem terapêutica vem ocorrendo para a produção de hormônios, tal como a insulina.

17. (UESPI) Todos os anos o Ministério da Saúde do Brasil realiza campanha nacional para erradicação da Poliomielite com a administração da vacina oral Sabin, uma das vacinas mais modernas do mundo, visto que bastam algumas gotas contendo antígenos virais para imunizar a população. Contudo, a perspectiva é que as futuras vacinas sejam preparadas a partir do DNA dos microrganismos alvo. Sobre este assunto, observe a figura abaixo e assinale a alternativa correta.

a) Vacinas de DNA são constituídas por cromossomos do próprio hospedeiro, enxertados com DNA microbiano.
b) Vacinas de DNA induzem a produção de proteínas microbianas pelas células do hospedeiro.
c) Vacinas de DNA não induzem a formação de células B de memória e anticorpos no hospedeiro.
d) Vacinas de DNA não poderiam ser produzidas contra vírus que possuem material genético de RNA.
e) Vacinas de DNA induziriam a produção de anticorpos somente quando o hospedeiro fosse infectado pelo microrganismo alvo da vacina.

18. (UEPG) No Brasil, em 2005, foram realizadas com sucesso, três microcirurgias reconstrutivas para a regeneração de nervos da mão e do braço de pacientes acidentados, com a utilização de células-tronco de suas próprias medulas ósseas vermelhas, retiradas dos ossos da bacia. Sobre células-tronco, assinale o que for correto.

I   II
0 0 – As células-tronco são indiferenciadas, com potencialidade para dar origem aos mais diversos tipos de células especializadas.
1  1 – As células-tronco de indivíduos adultos têm menor potencial de diferenciação do que as células-tronco embrionárias.
2  2 – São exemplos de células-tronco as células da medula óssea vermelha, que produzem as células sanguíneas. Neste caso, as células da linhagem linfoide produzem os linfócitos e as mieloides dão origem aos demais leucócitos e às hemácias.
3  3 – As células-tronco podem ser obtidas a partir do sangue do cordão umbilical conservado sob resfriamento, para eventual uso terapêutico pelo doador, futuramente.
4  4 – As células-tronco embrionárias têm maior capacidade de diferenciação, são totipotentes, podendo originar todos os tecidos corporais, desde que recebam tratamento especial para orientar a diferenciação em determinado tipo de tecido.

19. (COVEST) A identidade individual por meio de análise do DNA é muito segura. O esquema abaixo ilustra uma aplicação da técnica conhecida como DNA fingerprint, cuja visualização se dá de forma semelhante a um código de barra e que tem sido muito útil para a identificação de pessoas e para esclarecimento de dúvidas, como, por exemplo, em testes de paternidade ou identificação de suspeitos de crimes. Pelo teste de paternidade esquematizado, pode-se concluir que a criança (C):
M = mãe da criança 
(C) = criança cuja paternidade é questionada
P1, P2 e P3 = prováveis pais.

a) é filha de P2.
b) nem é filha de P1 nem de P2.
c) é filha de P3.
d) para ser filha de P2, teria que mostrar o mesmo padrão genético deste.
e) é filha de P1.

20. (UFPB) Pesquisadores da EMBRAPA, em Campina Grande-PB, desenvolvem estudos com Engenharia Genética visando à produção de algodão colorido. Além de obterem as fibras coloridas, os cientistas buscam melhorar o rendimento de plantas para que produzam fibras longas e duráveis, e que sejam resistentes a pragas. Nesse caso, são empregadas técnicas clássicas de melhoramento genético. Para a produção de fibras azuis, em fase de desenvolvimento, os pesquisadores optaram pela criação de uma espécie transgênica.  Sobre a Engenharia Genética, o melhoramento genético e a produção de espécies transgênicas, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

I   II
0   0 – As técnicas de melhoramento genético consistem em selecionar e aprimorar, por meio de conhecimentos científicos, características desejáveis de espécies de interesse para a humanidade.
1    1 – Técnicas de clonagem de genes são empregadas para a produção de transgênicos.
2  2 -  Os organismos transgênicos são aqueles que recebem e incorporam genes de outras espécies.
3  3 – A Engenharia Genética refere-se ao ramo da Biologia que estuda apenas os genes de vegetais.
4  4 – O melhoramento genético de seres vivos teve início com o desenvolvimento das técnicas de clonagem gênica.



Gabarito: 1c, 2b, 3a, 4a, 5b, 6c, 7b, 8d, 9a, 10c, 11c, 12e, 13c, 14b, 15vvfvv, 16vvfff, 17b, 18vvvvvv, 19b, 20vvvff


8 comentários:

  1. Job, na questão 4 o gabarito marca letra "a", está correto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A questão pede a incorreta, que é a letra A. Pois o código genético é universal.

      Excluir
  2. Porque a questão 5 não pode ser letra e?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque a alternativa fala na condução da tradução apenas no zigoto.

      Excluir
  3. Job, por que o gabarito da questão 19 é A? a criança possui fragmentos que não estam nem na mãe nem no pai P2. A resposta não deveria ser B?

    ResponderExcluir
  4. Job, na afirmativa 4 da questão 18 diz que as células tronco embrionárias são totipotentes. Isso está certo ? Nos meus estudos aprendi que elas são pluripotentes , pois são retiradas do embrioblasto do blastocisto, ou seja , não podem gerar anexos embrionários e , portanto , não são totipotentes . Essa afirmativa não deveria estar falsa ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O item está correto, pois as células-tronco embrionárias são as totipotentes, retiradas até a fase de mórula, e as pluripotentes, obtidas do embrioblasto no blastocisto.

      Excluir