quarta-feira, 25 de junho de 2014

Por que Bocejamos?


Vejam esta. Por que bocejamos? Uma nova hipótese para elucidar este mistério em http://cienciahoje.uol.com.br/revista-ch/2014/315/por-que-bocejamos

A hipótese tradicional está em http://mundoestranho.abril.com.br/materia/por-que-bocejamos

A copa da Educação no Brasil

Vamos ganhar a Copa

ISAAC ROITMAN

Professor emérito da UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA e membro titular da Academia Brasileira de Ciências


Se o leitor espera um texto sobre a Copa do Mundo, vai ficar decepcionado. O tema é o desafio mais importante para o país: a Copa da Educação. Se ainda tivermos alguma esperança de termos uma sociedade justa, na qual todos possam realizar os seus anseios e alcançarem a felicidade, temos que ganhar esta Copa, para proporcionar uma educação de qualidade para todos, independente da classe social.

Pensadores como Confúcio (551 a.C. - 479 a.C.) e Sócrates (569 a.C. - 399 a.C.) já demonstravam preocupação com o tema. Confúcio: "Diga-me e eu esquecerei, mostre-me e eu lembrarei, envolva-me e eu compreenderei". Sócrates: "A mente não é um poço que se deve encher, mas uma fogueira que se deve acender".

Esses pensamentos foram revisitados posteriormente por John Dewey (1859-1952), Albert Einstein (1879-1855), Anísio Teixeira (1900-1971), Paulo Freire (1921-1997), Darcy Ribeiro (1922-1997), entre outros. A atual educação brasileira pode ser considerada verdadeira tragédia. Muitos descrevem a situação dizendo que nossas escolas são do século 19, os professores do século 20 e os estudantes do século 21.

O descompasso é evidente. Na educação básica, o aluno espera ansiosamente o sinal para sair da escola. Aparentemente, essa síndrome não é nova. Einstein costumava dizer: "Desperdiçamos vida, recursos e cérebros com essa escola maçante e alienada". Completava com outras duas máximas: 1. "A educação é aquilo que permanece quando alguém esquece tudo o que aprendeu no colégio"; 2. "A imaginação é mais importante que o conhecimento".

O pai da física moderna propôs seis paradigmas para uma educação de qualidade: cultura, espírito crítico, busca dos fundamentos, ética e consciência social, criatividade, imaginação e intuição.

Paulo Freire pregava que o educando assimilaria o objeto de estudo exercendo uma prática dialética ligada à realidade, em contraposição a uma educação bancária, tecnicista e alienante. O educando criaria a própria educação e não seguiria um caminho previamente construído. O estudante seria importante protagonista na sua educação, expressada na célebre frase: "Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção".

Por sua vez, Anísio acreditava que só existirá democracia no Brasil no dia em que se montar no país a máquina que prepara as democracias, a boa escola pública. Ao mesmo tempo, dizia que era contra a educação como processo exclusivo de formação de uma elite mantendo a grande maioria da população em estado de analfabetismo e ignorância.

A prioridade na revolução educacional brasileira será a conquista universal da qualidade no ensino básico. Atualmente, a responsabilidade do ensino fundamental é municipal e do ensino médio estadual. É evidente que os municípios e estados brasileiros apresentam grande assimetria econômica e cultural.

Como costuma dizer o professor e senador Cristovam Buarque, a criança, ao nascer, já tem na testa um selo do tipo de educação que vai receber, pelo CPF (segmento social) e pelo CEP (município em que reside). Colocarmos em prática a proposta desse notável educador de federalizar o ensino básico será passo importante que permitirá a criação de uma carreira nacional que certamente induzirá uma melhor formação de professores e a consequente valorização dos mesmos, que merecem receber o mais alto salário da carreira pública, pela responsabilidade que têm de prepararem as futuras gerações.

A federalização deve ser acompanhada de uma pedagogia contemporânea, priorizando conteúdos com ênfase na aquisição de valores civilizatórios em ambiente lúdico e prazeroso. A presença da família no processo educativo é absolutamente fundamental, como a ampliação de espaços culturais e esportivos acessíveis para todos.

As propostas de Priscila Cruz (do Todos pela Educação) devem ser disseminadas. Ela enfatiza que o salto na educação é imperativo. "A tecnologia avança aceleradamente, os interesses dos alunos são outros, a sociedade é mais complexa, e a economia, mais interdependente. Nos últimos anos, a humanidade produziu muitos conhecimentos que têm pouco espaço no currículo atual. E, por fim, o mercado de trabalho exige novas competências". O sucesso da Copa da Educação depende de todos nós. Ele será o melhor investimento para o futuro das próximas gerações.

Fonte: http://cliente.linearclipping.com.br/unb/site/m012/noticia.asp?cd_noticia=11363572

Carga de doença no Brasil

O que é ter saúde? Já ouviu falar no indicador "Carga de doença"? Sabe quais são as principais causas de morte de brasileiros e brasileiras? Não? Então, leia o artigo esclarecedor de Reinaldo Guimarães emhttp://cienciahoje.uol.com.br/noticias/2014/06/a-carga-de-doenca-no-brasil

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Lista 4 sobre ecologia


EXERCÍCIOS SOBRE IMPACTOS AMBIENTAIS

1) (UFPB) Quando alguém, na via pública, joga pela janela do carro ou do apartamento, ou simplesmente deixa, na areia da praia, uma embalagem (tipo saco ou copo plástico, garrafa de refrigerante, frasco de protetor solar, etc.), além de ser mal educado, está contribuindo para aumentar, de imediato, a poluição

a) térmica.                            c) orgânica.          e) atmosférica.
b) visual.                               d) sonora.

2) (PUC-RJ) A maior parte da energia usada hoje no planeta é proveniente da queima de combustíveis fósseis. O protocolo de Kyoto, acordo internacional que inclui a redução da emissão de CO2 e de outros gases, demonstra a grande preocupação atual com o meio ambiente. O excesso de queima de combustíveis fósseis pode ter como conseqüências:

(A) maior produção de chuvas ácidas e aumento da camada de ozônio.
(B) aumento do efeito estufa e dos níveis dos oceanos.
(C) maior resfriamento global e aumento dos níveis dos oceanos.
(D) destruição da camada de ozônio e diminuição do efeito estufa.
(E) maior resfriamento global e aumento da incidência de câncer de pele.

3) (UECE) São freqüentes as manchetes nos meios de comunicação sobre os problemas ambientais decorrentes do uso exagerado dos recursos naturais no nosso planeta. Sobre essas questões considere as afirmativas abaixo:

I – A poluição consiste na alteração das características físicas, químicas e/ou biológicas da atmosfera, litosfera ou hidrosfera que pode acarretar prejuízos á sobrevivência de espécies.
II – Como única espécie racional, a espécie humana sempre resolve através de estudos e pesquisas, os problemas relacionados às questões ambientais.
III – O ciclo hidrológico é o principal responsável pela manutenção da qualidade da água dos mananciais.
IV – A aplicação de inseticidas e herbicidas encontra-se diretamente relacionada a doenças como câncer, tão freqüentes nos dias de hoje.

São corretas, apenas

A) I e IV                 B) I e II                   C) II e III                 D) II e IV

4) (PUC-RJ) Considere as afirmativas abaixo:

I - A concentração de poluentes na atmosfera intensifica-se em função da urbanização e da industrialização.
II - No Rio de Janeiro, o problema da chuva ácida é inexistente em função da proximidade do mar e da presença do Maciço da Tijuca.
III - A chuva ácida pode corroer monumentos históricos, bem como provocar a morte de muitas espécies vegetais.
IV - As lagoas litorâneas do Rio de Janeiro apresentam, em sua maioria, problemas de eutrofização e assoreamento.


Pode(m) ser considerada(s) verdadeira(s):

(A) apenas a afirmativa III.
(B) apenas a afirmativa IV.
(C) as afirmativas I e II.
(D) as afirmativas I, III e IV.
(E) as afirmativas II e III e IV.

5) (UERJ) ESTUDO REVELA QUE AMAZÔNIA FERE OZÔNIO - Maior floresta equatorial do planeta, com reflexos no meio ambiente mundial, a Amazônia registra grande número de raios, que caem a menos de 15 km do solo e têm efeito destrutivo na camada de ozônio. (Jornal do Brasil, 14/07/99)

A camada de ozônio da atmosfera é importante para o meio ambiente porque:

(A) fornece oxigênio, reduzindo a respiração vegetal
(B) reage com ácido sulfúrico, formando a chuva ácida
(C) bloqueia a radiação ultravioleta, protegendo os tecidos animais
(D) facilita a passagem da radiação infravermelha, diminuindo a ocorrência de mutagênese

6) Com relação à poluição e desequilíbrio ecológico, pode-se afirmar que

(01) o monóxido de carbono (CO) é um poluente atmosférico que, quando combinado com a hemoglobina (sangue), impede o transporte de O2.
(02) o dióxido de carbono (CO2) pode reter a radiação infravermelha e provocar efeito estufa.
(04) o dióxido de enxofre (SO2) pode combinar-se com vapores de água e causar chuva ácida.
(08) nitratos e fosfatos não interferem na eutrofização, fenômeno que não provoca alteração do consumo de O2 pelos seres vivos.
(16) poluidores radiativos podem ampliar as taxas de mutações, provocar anomalias genéticas e doenças como câncer.
(32) adubos, fertilizantes e agrotóxicos, se carregados pelas águas, são responsáveis pela eutrofização.
(64) as monoculturas e as extrações mineral e vegetal dão origem a poluentes do solo.

7) Com a manchete "ACIDENTE COM RAIO X TUMULTUA CLÍNICA", o jornal ZERO HORA de 20 de abril de 1999 registrava a apreensão dos funcionários e freqüentadores de uma clínica de Porto Alegre com o vazamento de um líquido de um aparelho de Raio X e uma suposta contaminação radioativa do local. Esta questão do efeito das substâncias radioativas sobre a saúde humana resulta

(A) da capacidade das radiações de se acumularem nos diferentes componentes da cadeia alimentar.
(B) das possíveis modificações, bruscas e irreversíveis, que elas provocam na bagagem hereditária.
(C) do aumento da temperatura média do ar que ocasionaria uma inversão térmica na atmosfera.
(D) da possibilidade de desencadear a condensação das nuvens e a formação de chuva ácida.
(E) do receio de que as radiações possam ser usadas para fins não-pacíficos.

8) (Unifei) Relacione as atividades antropogênicas apresentadas na coluna A que podem estar diretamente envolvidas com os problemas ambientais listados na coluna B:

    Coluna A
Coluna B
(1)  Urbanização crescente
(2)  Extrativismo desenfreado
(3)  Queima de combustíveis fósseis
(4)   Agricultura intensiva

(   )    erosão e infertilidade do solo
(   )    aceleração da eutrofização de rios
(   )    chuva ácida
(   )    extinção de recursos naturais de origem vegetal e/ou animal

A seqüência numérica correta, de cima para baixo, na coluna B, é:

A.     2 – 1 – 3 – 4
B.     4 – 1 – 3 – 2
C.    2 – 4 – 1 – 3
D.    3 – 4 – 2 – 1

9) O efeito estufa é um processo que faz com que a temperatura da terra seja maior do que a que existiria na ausência de atmosfera e é, dentro de uma determinada faixa, de vital importância, pois, sem ele, a vida não poderia existir. O que se pode tornar catastrófico é um agravamento do efeito estufa que desestabilize o equilíbrio energético no planeta e origine um maior aquecimento global. Com relação ao referido tema, marque a alternativa FALSA.

A) O agravamento do efeito estufa é ocasionado principalmente pelo CO2 proveniente da queima de combustíveis fósseis.
B) O superaquecimento das regiões tropicais e subtropicais contribui para intensificar o processo de desertificação.
C) O único componente atmosférico responsável pelo efeito estufa é o gás carbônico.
D) Na natureza, os principais sequestradores de CO2 são os organismos fotossintetizantes.

10) (UPE) Sobre as interferências do homem no meio ambiente e suas conseqüências negativas, analise as afirmativas.

(   )  A queima de combustíveis fósseis, a exemplo do óleo diesel, libera, na atmosfera, o dióxido de enxofre
(SO2) e o dióxido de nitrogênio (NO2). Esses gases reagem com o vapor de água da atmosfera, originando o ácido sulfúrico e o ácido nítrico, precipitando-se, como chuva ácida, que pode alterar o pH da água de lagos e gerar a mortalidade de peixes.
(   ) O lançamento de esgoto doméstico diretamente nos rios é uma das principais causas de eutroficação, que reduz os nutrientes e o O2 na água, favorecendo a proliferação de bactérias anaeróbicas na água e causando a morte de outros organismos aeróbicos.
(   ) A utilização da água de lagos e mares no resfriamento dos reatores em usinas nucleares provoca a elevação da temperatura dessas águas, favorecendo o desenvolvimento de fungos e bactérias, que causam doenças em peixes e outros organismos, geralmente elevando a taxa de mortalidade dessa população.
(   ) O derramamento de petróleo no mar afeta diretamente os animais marinhos, pois se impregna na superfície de seus corpos, matando-os por intoxicação ou asfixia. Nas aves marinhas, o petróleo adere às suas penas, impossibilitando seu vôo e, nos peixes, adere-se às brânquias, impedindo sua respiração.
(   ) No fenômeno da inversão térmica, que ocorre principalmente nas metrópoles e nos grandes centros urbanos, durante o inverno, o ar quente fica preso às camadas mais próximas do solo, e o ar frio, mais denso, sobrepondo- se a esta camada, onde existe concentração de poluentes.

11) (UERJ) A agricultura orgânica, caracterizada pelo uso intensivo de adubos preparados a partir de dejetos animais, tem sido preconizada como alternativa ao emprego de agrotóxicos. No entanto, quando praticada em larga escala, sem os devidos cuidados, pode causar danos ao meio ambiente, com a ocorrência de:

(A) contaminação do solo por metais pesados
(B) desenvolvimento de microorganismos autotróficos
(C) diminuição de nutrientes de origem inorgânica no solo
(D) acúmulo de matéria orgânica em cursos d’água próximos

12) (PUC-RJ) Em aterros sanitários, após determinado tempo, ocorre produção de gases como metano e gás sulfídrico. Isso porque encontramos neste ambiente:

(A)
anaerobiose e oxigênio em abundância.
(B)
aerobiose e ausência de matéria orgânica.
(C)
pouca quantidade de matéria orgânica e de oxigênio.
(D)
abundância de matéria orgânica, água e oxigênio.
(E)
anaerobiose e abundância de matéria orgânica.

13) (PUC-RJ) Extinção é um processo natural inclusive para a nossa espécie, mas o Homem tem interferido de forma a acentuar e aumentar a velocidade desse processo. Nesse caso, a perda de grande número de espécies na natureza pode acarretar diferentes processos à EXCEÇÃO de:

(A)
desequilíbrio na cadeia alimentar.
(B)
perda de patrimônio genético.
(C)
diminuição da competição interespecífica.
(D)
diminuição da camada de ozônio na estratosfera.
(E)
substituição de nichos ecológicos por outras espécies.

14) (Cefet-MG) Sobre a poluição ambiental, assinale a opção INCORRETA.

a) Chuvas ácidas podem ser causadas pelo acúmulo de dióxido de enxofre (SO2) na atmosfera.
b) O gás carbônico(CO2) e o gás metano(CH4) estão entre os principais gases causadores do efeito estufa.
c) O monóxido de carbono(CO) é o principal responsável pela destruição da camada de ozônio.
d) O despejo de esgotos em lagos, rios e mares pode levá-los à eutrofização.

15)  (UFPR) Algumas populações de humanos têm sua dieta baseada em carne de peixe. Para as populações que vivem à beira de rios poluídos por mercúrio, por exemplo, é mais prejudicial comer peixes carnívoros do que peixes herbívoros porque:

a) os peixes carnívoros se alimentam de qualquer tipo de organismo, aumentando a chance de contaminação por substâncias tóxicas além do mercúrio.
b) os peixes herbívoros não ficam expostos ao mercúrio por muito tempo, diminuindo as chances de contaminar os humanos.
c) os peixes carnívoros ficam expostos também ao mercúrio presente no ar.
d) os peixes carnívoros acumulam o mercúrio em seu organismo quando se alimentam de outros organismos, inclusive os peixes herbívoros.
e) os peixes herbívoros não acumulam mercúrio em seus tecidos.

16) (UFMG) Observe estas figuras:

O mexilhão dourado de água doce, molusco originário do sudoeste da Ásia, é uma espécie invasora do sistema hídrico brasileiro, que provoca sérios problemas em estações de água, indústrias e hidrelétricas. Entre as características que facilitam a disseminação e o aumento da população desse molusco, NÃO se inclui

A) o notável controle de sua população por inimigos naturais.
B) a intensa disseminação de suas larvas.
C) a sua rápida maturação sexual.
D) a sua considerável capacidade adaptativa a diferentes ambientes.


17) (Cesgranrio)

"Brasil é rota da sucata de chumbo." (Jornal do Brasil - 28/03/94)

"Poluição põe Cubatão em emergência." (Folha de São Paulo - 02/09/94)

"Redução de ozônio aumenta casos de câncer de pele." (Jornal do Brasil - 02/09/94)

Essas e centenas de outras manchetes de jornal nos  alertam sobre a gravidade dos problemas ambientais  ocasionados pelas atividades do próprio homem. A seguir  são feitas (4) afirmativas relacionadas a essa problemática  atual. Analise-as:

I. O chumbo, como outros subprodutos de  indústrias, acumula-se nas cadeias alimentares gerando  um problema chamado magnificação trófica.
II. Principalmente no inverno ocorre o fenômeno  natural, a inversão térmica, que não traria graves problemas se não interferisse na dispersão dos poluentes.
III. O aquecimento global do planeta, denominado efeito estufa, é fruto da intensa atividade industrial e da contínua queima de combustíveis.
IV. O lançamento excessivo, na atmosfera, de gases como metano, destroem de forma irreversível a camada de ozônio.
São corretas as afirmativas:

a) apenas I e II.
b) apenas II e III.
c) apenas I, II e III.
d) apenas I, III e IV.
e) I, II, III e IV.

18) (ENEM) Um dos problemas ambientais decorrentes da industrialização é a poluição atmosférica. Chaminés altas lançam ao ar, entre outros materiais, o dióxido de enxofre (SO2) que pode ser transportado por muitos quilômetros em poucos dias. Dessa forma, podem ocorrer precipitações ácidas em regiões distantes, causando vários danos ao meio ambiente (chuva ácida).

Com relação aos efeitos sobre o ecossistema, pode-se afirmar que:

I. As chuvas ácidas poderiam causar a diminuição do pH da água de um lago, o que acarretaria a morte de algumas espécies, rompendo a cadeia alimentar.
II. As chuvas ácidas poderiam provocar acidificação do solo, o que prejudicaria o crescimento de certos vegetais.
III. As chuvas ácidas causam danos se apresentarem valor de pH maior que o da água destilada.

Dessas afirmativas está(ão) correta(s):

a) I, apenas.
b) III, apenas.
c) I e II, apenas.
d) II e III, apenas.
e) I e III, apenas.

19) (ENEM) A falta de água doce no Planeta será, possivelmente, um dos mais graves problemas deste século. Prevê-se que, nos próximos vinte anos, a quantidade de água doce disponível para cada habitante será drasticamente reduzida. Por meio de seus diferentes usos e consumos, as atividades humanas interferem no ciclo da água, alterando

a) a quantidade total, mas não a qualidade da água disponível no Planeta.
b) a qualidade da água e sua quantidade disponível para o consumo das populações.
c) a qualidade da água disponível, apenas no subsolo terrestre.
d) apenas a disponibilidade de água superficial existente nos rios e lagos.
e) o regime de chuvas, mas não a quantidade de água disponível no Planeta.

20) (ENEM) Considerando a riqueza dos recursos hídricos brasileiros, uma grave crise de água em nosso país poderia ser motivada por

a) reduzida área de solos agricultáveis.
b) ausência de reservas de águas subterrâneas.
c) escassez de rios e de grandes bacias hidrográficas.
d) falta de tecnologia para retirar o sal da água do mar.
e) degradação dos mananciais e desperdício no consumo.

21) (ENEM) As florestas tropicais úmidas contribuem muito para a manutenção da vida no planeta, por meio do chamado seqüestro de carbono atmosférico. Resultados de observações sucessivas, nas últimas décadas, indicam que a floresta amazônica e capaz de absorver ate 300 milhões de toneladas de carbono por ano. Conclui-se, portanto, que as florestas exercem importante papel no controle

a) das chuvas ácidas, que decorrem da liberação, na atmosfera, do dióxido de carbono resultante dos desmatamentos por queimadas.
b) das inversões térmicas, causadas pelo acúmulo de dióxido de carbono resultante da não-dispersão dos poluentes para as regiões mais altas da atmosfera.
c) da destruição da camada de ozônio, causada pela liberação, na atmosfera, do dióxido de carbono contido nos gases do grupo dos clorofluorcarbonos.
d) do efeito estufa provocado pelo acúmulo de carbono na atmosfera, resultante da queima de combustíveis fósseis, como carvão mineral e petróleo.
e) da eutrofização das águas, decorrente da dissolução, nos rios, do excesso de dióxido de carbono presente na atmosfera.

22. (ENEM) A produção industrial de celulose e de papel estão associados a alguns problemas ambientais. Um exemplo são os odores característicos dos compostos voláteis de enxofre (mercaptanas) que se formam durante a remoção da lignina da principal matéria-prima para a obtenção industrial das fibras celulósicas que formam o papel: a madeira. E nos estágios de branqueamento que se encontra um dos principais problemas ambientais causados pelas industrias de celulose. Reagentes como cloro e hipoclorito de sódio reagem com a lignina residual, levando a formação de compostos organoclorados. Esses compostos, presentes na água industrial, despejada em grande quantidade nos rios pelas industrias de papel, não são biodegradáveis e acumulam-se nos tecidos vegetais e animais, podendo levar a alterações genéticas.

Celênia P. Santos et al. Papel: como se fabrica? In: Química nova na escola, n.° 14, nov./2001, p. 3-7 (com adaptações).

Para se diminuírem os problemas ambientais decorrentes da fabricação do papel e recomendável:

a) a criação de legislação mais branda, a fim de favorecer a fabricação de papel biodegradável.
b) a diminuição das áreas de reflorestamento, com o intuito de reduzir o volume de madeira utilizado na obtenção de fibras celulósicas.
c) a distribuição de equipamentos de desodorização a população que vive nas adjacências de industrias de produção de papel.
d) o tratamento da água industrial, antes de retorná-la aos cursos d’agua, com o objetivo de promover a degradação dos compostos orgânicos solúveis.
e) o recolhimento, por parte das famílias que habitam as regiões circunvizinhas, dos resíduos sólidos gerados pela indústria de papel, em um processo de coleta seletiva de lixo.

23) (ENEM) Quando um macho do besouro-da-cana localiza uma plantação de cana-de-açúcar, ele libera uma substância para que outros besouros também localizem essa plantação, o que causa sérios prejuízos ao agricultor. A substância liberada pelo besouro foi sintetizada em laboratório por um químico brasileiro. Com essa substância sintética, o agricultor pode fazer o feitiço virar contra o feiticeiro: usar a substância como isca e atrair os besouros para longe das plantações de cana.

Folha Ciência. In: Folha de S. Paulo, 25/5/2004 (com adaptações).

Assinale a opção que apresenta corretamente tanto a finalidade quanto a vantagem ambiental da utilização da substancia sintética mencionada.


24) (ENEM) Devido ao aquecimento global e à conseqüente diminuição da cobertura de gelo no Ártico, aumenta a distância que os ursos polares precisam nadar para encontrar alimentos. Apesar de exímios nadadores, eles acabam morrendo afogados devido ao cansaço.

A situação descrita acima

a) enfoca o problema da interrupção da cadeia alimentar, o qual decorre das variações climáticas.
b) alerta para prejuízos que o aquecimento global pode acarretar à biodiversidade no Ártico.
c) ressalta que o aumento da temperatura decorrente de mudanças climáticas permite o surgimento de novas espécies.
d) mostra a importância das características das zonas frias para a manutenção de outros biomas na Terra.
e) evidencia a autonomia dos seres vivos em relação ao habitat, visto que eles se adaptam rapidamente às mudanças nas condições climáticas.

25. (ENEM) Quanto mais desenvolvida é uma nação, mais lixo cada um de seus habitantes produz. Além de o progresso elevar o volume de lixo, ele também modifica a qualidade do material despejado. Quando a sociedade progride, ela troca a televisão, o computador, compra mais brinquedos e aparelhos eletrônicos. Calcula-se que 700 milhões de aparelhos celulares já foram jogados fora em todo o mundo. O novo lixo contém mais mercúrio, chumbo, alumínio e bário. Abandonado nos lixões, esse material se deteriora e vaza. As substâncias liberadas infiltram-se no solo e podem chegar aos lençóis freáticos ou a rios próximos, espalhando-se pela água.

Anuário Gestão Ambiental 2007, p. 47-8 (com adaptações).

A respeito da produção de lixo e de sua relação com o ambiente, é correto afirmar que

a) as substâncias químicas encontradas no lixo levam, freqüentemente, ao aumento da diversidade de espécies e, portanto, ao aumento da produtividade agrícola do solo.
b) o tipo e a quantidade de lixo produzido pela sociedade independem de políticas de educação que proponham mudanças no padrão de consumo.
c) a produção de lixo é inversamente proporcional ao nível de desenvolvimento econômico das sociedades.
d) o desenvolvimento sustentável requer controle e monitoramento dos efeitos do lixo sobre espécies existentes em cursos d’água, solo e vegetação.
e) o desenvolvimento tecnológico tem elevado a criação de produtos descartáveis, o que evita a geração de lixo e resíduos químicos.
26) (Fatec) Se forem reflorestadas várias áreas, ao redor e dentro de grandes centros urbanos, podem-se combater os poluentes liberados pela queima de combustíveis fósseis. O dióxido de carbono é um dos poluentes mais abundantes, e sua remoção envolve a elaboração de um produto por um evento metabólico.

Assinale a alternativa que apresenta, respectivamente, o produto e o fenômeno metabólico do processo descrito.

a) Carboidrato e fotossíntese.
b) Proteína e fermentação.
c) Carboidrato e fermentação.
d) Proteína e fotossíntese.
e) Oxigênio e respiração aeróbica

27) (Fatec) A prefeitura de uma pequena cidade decidiu despejar todo o esgoto doméstico em uma lagoa próxima.
Assinale a alternativa que contém o gráfico que representa o que deve ter ocorrido com as concentrações de nutrientes (linha contínua) e de oxigênio dissolvido (linha interrompida) a partir do momento X, correspondente ao início do despejo.


28) (Fuvest) A recente descoberta de uma vasta região de mar descongelado no Pólo Norte é um exemplo dos efeitos do aquecimento global pelo qual passa o planeta. Alarmados com a situação, alguns países industrializados elaboraram uma carta de intenções em que se comprometem a promover amplos reflorestamentos, como uma estratégia para reduzir o efeito estufa e conter o aquecimento global. Tal estratégia baseia-se na hipótese de que o aumento das áreas de floresta promoverá maior

a) liberação de gás oxigênio, com aumento da camada de ozônio e redução da radiação ultravioleta.
b) retenção do carbono na matéria orgânica das árvores, com diminuição do gás carbônico atmosférico responsável pelo efeito estufa.
c) disponibilidade de combustíveis renováveis e, conseqüentemente, menor queima de combustíveis fósseis, que liberam CFC (clorofluorcarbono).
d) absorção de CFC, gás responsável pela destruição da camada de ozônio.
e) sombreamento do solo, com resfriamento da superfície terrestre.

29) (Fuvest) Um importante poluente atmosférico das grandes cidades, emitido principalmente por automóveis, tem a propriedade de se combinar com a hemoglobina do sangue, inutilizando-a para o transporte de gás oxigênio. Esse poluente é o

a) dióxido de carbono.                      d) monóxido de carbono
b) dióxido de enxofre.                       e) ozônio
c) metano.

30) (PUC - SP) (…) Como se não bastasse a sujeira no ar, os chineses convivem com outra praga ecológica, a poluição das águas por algas tóxicas. Há vários anos as marés vermelhas, formadas por essas algas, ocupam vastas áreas do litoral chinês, reduzindo drasticamente a pesca e afugentando os turistas.
“O Avanço das Algas Tóxicas” in Revista Veja, 3 de outubro de 2007

O trecho acima faz referência a um fenômeno causado pela

a) multiplicação acentuada de várias espécies de produtores e consumidores marinhos, geralmente devida à eutroficação do ambiente.
b) multiplicação acentuada de dinoflagelados, geralmente devida à eutroficação do ambiente.
c) multiplicação acentuada de várias espécies de produtores e consumidores marinhos devida ao aumento do nível de oxigênio no ambiente.
d) baixa capacidade de reprodução de dinoflagelados, geralmente devida à eutroficação do ambiente.
e) baixa capacidade de reprodução do zooplâncton e do fitoplâncton devida ao aumento do nível de oxigênio no ambiente.

31) (PUC-RJ) O complexo de lagunas e lagoas da cidade do Rio de Janeiro tem sofrido incessantemente com o despejo de esgotos. No início de março deste ano, a lagoa Rodrigo de Freitas apresentou uma mortandade de 136 toneladas de peixes, o que chamou a atenção da população para o estado agudo de desequilíbrio ambiental em que se encontram esses ecossistemas.

Assinale a alternativa que melhor explica a mortalidade desses animais:

a) Os peixes, ao se alimentarem da matéria orgânica lançada na lagoa junto ao esgoto, morrem por contaminação, provocada pelo crescimento das bactérias anaeróbicas.
b) O excesso de nutrientes na água proveniente de esgotos e fertilizantes favorece a proliferação de bactérias aeróbicas, provocando uma baixa na concentração de oxigênio dissolvido na água e a morte dos seres aeróbicos.
c) Quando lançamos uma quantidade excessiva de substâncias orgânicas na água, há o aumento na quantidade de bactérias anaeróbicas e o conseqüente aumento na quantidade de oxigênio.
d) A poluição da água com detergentes biodegradáveis pode perturbar o ciclo do carbono, com consequente mortandade dos peixes.
e) Nas lagoas eutrofizadas, há uma proliferação excessiva das algas, gerando uma grande competição pela luz e pelos nutrientes minerais.

32) (PUC-RS) Para reduzir o impacto negativo das fontes de poluição sobre o ambiente aquático, devemos

I. evitar a liberação de esgotos sem tratamento nos cursos d’água.
II. incentivar a construção de aterros sanitários para a deposição de lixo.
III. exigir apenas a liberação de lixo biodegradável nos mananciais de água.
IV. estimular as indústrias a instalarem equipamentos que diminuam o grau de toxicidade de seus efluentes líquidos.

Pela análise das afirmativas, conclui-se que estão corretas

a) somente I, II e III
b) somente I, II e IV
c) somente I, III e IV
d) somente II, III e IV
e) I, II, III e IV

33) (UECE) O ozônio forma uma camada na alta atmosfera que constitui um escudo protetor contra a penetração da radiação ultravioleta proveniente do sol. Com relação à camada de ozônio, fundamental à sobrevivência dos seres vivos sobre a terra, podemos afirmar, corretamente:

a) A principal causa de sua destruição é a liberação, na atmosfera, de gases sulfurados, abreviadamente chamados de CFCs.
b) O tamanho do buraco resultante de reações provocadas pelos CFCs é bastante estável.
c) A radiação ultravioleta causa a ruptura de algumas moléculas do gás oxigênio que, com a liberação de átomos isolados, imediatamente reagem com outras moléculas de O2, formando o gás ozônio (O3).
d) O ozônio somente pode ser formado em altitudes elevadas e, portanto, não causa prejuízo à saúde e à qualidade de vida das populações humanas.

34) (UEMG) Nos últimos anos cresce o interesse em avaliar o equilíbrio do fluxo de carbono devido ao fato das emissões de CO2 (dióxido de carbono) na atmosfera estarem aumentando, devido à combustão de combustíveis fósseis, desmatamento e mudanças do uso da terra. A preocupação com a redução das emissões de CO2, resultou na realização da conferência de Kyoto, em dezembro 1997, para definir metas de redução de dióxido de carbono na atmosfera. Nessa ocasião já existia a preocupação com o efeito estufa e a elevação da temperatura global, os quais produzem mudanças de clima, tais como furacões, enchentes, secas e a elevação dos níveis dos oceanos.

(Extraído de: http://www.pcs.usp.br/~laa/Grupos/CLIMA_modelagem_ de_fotossintese.php)

Considerando o que foi exposto no texto acima e outros conhecimentos que você possui sobre o assunto, PODE-SE AFIRMAR CORRETAMENTE que

a) os desmatamentos têm contribuído para o efeito estufa uma vez que representam perda de superfície assimiladora de CO2.
b) a emissão de CO2, originado na respiração é processo exclusivo dos organismos heterótrofos.
c) o CO2 associado ao efeito estufa é, ainda, a origem do O2 liberado para a atmosfera no processo fotossintético.
d) a combustão é a única forma de retornar para a atmosfera o carbono retido no corpo dos vegetais.

35) (UFC) O fenômeno conhecido como imposex caracteriza-se pelo surgimento anormal de caracteres sexuais masculinos, como pênis e vaso deferente, em fêmeas de moluscos gastrópodes. Esse fenômeno é provocado pela contaminação da água do mar por compostos orgânicos de estanho, como o tributilestanho (TBT), oriundo das tintas de ação antiincrustante utilizadas em muitas embarcações. O imposex é verificado principalmente em áreas onde há fluxo constante de navios e embarcações. Com base no exposto, assinale a alternativa correta.

a) A introdução de fêmeas normais no local contaminado seria vantajosa, pois restabeleceria permanentemente a população de fêmeas, e a reprodução não seria afetada.
b) O acúmulo de TBT na cadeia alimentar levaria a um fenômeno conhecido como magnificação trófica, aumentando a concentração de TBT nos níveis tróficos inferiores.
c) A população de moluscos afetados pela contaminação com TBT entraria em declínio, com uma possível extinção local da espécie.
d) O TBT atuaria de maneira benéfica para a comunidade marinha por realizar o controle da população local de moluscos.
e) O TBT teria efeito direto na população de moluscos, sem afetar os demais organismos da comunidade marinha local.

36) (UFPR) Os indicadores de saúde mostram que o município de Paranaguá apresenta um grande número de casos de doenças respiratórias. Embora não exista nenhum estudo identificando a razão desses casos, alguns autores indicam que possa ser devido a poluição atmosférica causada pelo tráfego de caminhões e navios na região. Os principais poluentes atmosféricos presentes em cidades portuárias são SO2, NO2, ozônio e material particulado.

Sobre esses poluentes atmosféricos, assinale a alternativa correta.

a) O ozônio não se caracteriza como poluente, pois o que é emitido pelos veículos chega até a camada de ozônio e auxilia na proteção contra o efeito estufa.
b) O dióxido de enxofre (SO2) funciona como causador de algumas doenças graves como dengue, cólera e tuberculose.
c) Ao reagirem com a água presente em nosso corpo ou na atmosfera, o SO2 e o NO2 formam ácidos que podem causar chuvas ácidas ou acidificação dos tecidos, principalmente no pulmão.
d) O material particulado proveniente desses veículos é originado a partir da queima do CO2 que ocorre em seus motores.
e) Os níveis de NO2 atmosféricos aumentam principalmente na época do embarque da safra, isto se dá a partir da degradação da soja, que apresenta altos teores de proteínas.

37) (UFMG) Analise esta tabela, em que se relaciona a temperatura com a quantidade de oxigênio dissolvido na água:


 Os dados dessa tabela NÃO podem ser usados para explicar

a) o predomínio de fermentação anaeróbica em águas a 30 º C.
b) a eutrofização rápida em temperaturas entre 15 e 20 º C.
c) a morte dos peixes em águas com temperaturas acima de 30 º C.
d) aumento de populações de algas em temperaturas abaixo de 5 º C.

38) (UFSC) “A produção, em larga escala, de lixo e dejetos sólidos é um traço característico da civilização urbana e industrial. Em geral, quanto maior é o PIB per capita, tanto maior a quantidade de lixo gerada pelas residências e indústrias. O lixo doméstico é um subproduto do consumo de bens duráveis e não-duráveis. No Brasil, cada pessoa origina uma média diária de 0,6 kg de lixo doméstico; nos Estados Unidos, essa média chega a 2,0 kg.”

(FAVARETTO, J. H.; MERCADANTE, C. Lixo e Civilização. In: Biologia. São Paulo: Moderna, 1. ed. v. único, p. 73).

Em relação a essa temática, é CORRETO afirmar que:
01. um dos sérios problemas ambientais decorrentes da incineração do lixo é a poluição do ar, em razão da liberação de monóxido e dióxido de carbono, entre outros poluentes.
02. os lixões são locais propícios à procriação de insetos, muitos dos quais transmissores de doenças como a esquistossomose e a malária, que podem ser veiculadas por mosquitos e baratas.
04. em alguns aterros sanitários, o metano é coletado e canalizado, sendo empregado como combustível domiciliar, o que beneficia o ambiente.
08. a compostagem, transformação do lixo orgânico (restos de alimentos, folhas, etc.) em adubo, resulta da ação de minhocas, fungos e bactérias.
16. a reciclagem é importante pois, entre outras vantagens, poupa recursos naturais, economiza energia e auxilia a reduzir a poluição atmosférica.

39) (UFRN) A grande quantidade de detritos orgânicos e metais pesados lançados nos rios por indústrias tem ocasionado modificações consideráveis nesses ecossistemas.

Nesse sentido, é correto afirmar que

a) os caranguejos, em decorrência de seu sistema de excreção, são insensíveis a poluentes.
b) as ostras, animais filtradores, desempenham importante papel na eliminação dos metais pesados do ecossistema aquático.
c) o aumento de nutrientes fosfatados e nitrogenados ocasiona a morte de bactérias decompositoras.
d) o acúmulo de matéria orgânica provoca intensa proliferação de microorganismos heterotróficos e compromete a fotossíntese.

40) (UFRN) O processo de industrialização, apesar de proporcionar grandes benefícios à humanidade, traz-lhe conseqüências negativas, como é o caso da poluição do ar.
Com base nisso, indique a opção verdadeira.

a) O monóxido de carbono é um poluente cada vez mais comum na atmosfera das grandes cidades e causa a inversão térmica.
b) O gás carbônico, cada vez mais abundante na atmosfera, provoca o efeito estufa, fenômeno completamente indesejável à natureza.
c) O clorofluorcarbono (CFC) tem provocado alterações na camada de ozônio, tendo como conseqüência o aquecimento da Terra.
d) Óxidos de enxofre e de nitrogênio liberados pela queima de combustíveis fósseis ocasionam chuvas ácidas.

Gabarito: 
1B
2B
3A
4D
5C
6VVVFVVV
7B
8B
9C
10VFFVF
11D
12E
13D
14C
15D
16A
17C
18C
19B
20E
21D
22D
23B
24B
25D
26A
27C
28B
29D
30B
31B
32C
33C
34A
35C
36C
37D
38VFVVV
39D
40D